Conheça o Grupo de Jovens Maranatá

Jovens1O grupo de Jovens Maranatá da Paróquia Senhor Bom Jesus do Portão de Curitiba se reúne aos sábados às 18h30 com uma média de 25 jovens frequentes. Este ano, em 2017, iniciaram as atividades no dia 11 de fevereiro e nas reuniões o grupo tem trabalhado temas que reforçam aos membros a responsabilidade que precisam assumir como cristãos, o cuidado que tem que ter com o pobre e com a pobreza de espírito mostrando que para isso precisam sempre voltar e abastecer-se no poço da água viva que é Jesus Cristo, conquistando assim, a cada dia, um amadurecimento maior na fé.

O grupo assumiu a preparação de duas missas por mês na Paróquia junto com a Pastoral Juvenil Leite Quente. Iniciaram também os preparativos para a participação do grupo nas comemorações do dia do Jovem Josefino estruturando a nossa equipe de organização e preparando os membros para o evento.

Além disso, o grupo Maranatá, tem buscado motivar os jovens através de reuniões temáticas e ações de integração juvenil como a 2ª Caminhada Penitencial realizada no dia 5 de março e organizada pela Pastoral Leite Quente, caminhada essa que tem como objetivo levar os nossos jovens a meditar sobre o tempo da quaresma lembrando o caminho da cruz realizado por Jesus para a nossa salvação por meio de uma caminha em contato com a natureza. A caminhada foi realizada na cidade de Araucária e teve um percurso total de 10 km.

Jovens2Durante o percurso os jovens foram meditando os momentos da captura, condenação e crucificação de Jesus:“A caminhada penitencial foi um momento de fortalecer a espiritualidade do grupo e um diferencial para a reflexão pessoal. Tivemos durante todo o trajeto alguns locais de parada com o objetivo de orientar qual seriam as ações que cada um deveria tomar até o outro ponto de parada. Fizemos um momento de alongamento e de oração antes da caminhada, e ao iniciá-la todos tiveram uma liberdade para conversar durante a primeira parte do percurso. A partir do momento em que paramos e fomos orientados a vivenciar o momento, cada um tentou não se distrair para refletir da melhor forma a experiência e partilhar com o grupo. A melhor parte foi que levamos a cruz o tempo todo e tivemos um momento de entrar em um pequeno lago, simbolizando o Batismo de Cristo. Foi uma experiência inesquecível”, relatou o membro do Maranatá Guilherme Pizzatto.

Jovens3Cada um dos jovens trouxe consigo um aprendizado particular desta caminha e assim como o Guilherme a Daniela Rodrigues também relatou um pouco do que foi essa caminhada para ela: “A caminhada penitencial foi uma experiência de reflexão e vivência da Via Sacra sob o olhar de outros personagens que aparecem na narrativa, mas que não damos tanta “importância”. Esses personagens eram humanos como nós e vivenciaram a entrega de Cristo na cruz. Foram pessoas que viram seu amigo ser julgado injustamente e ser morto de forma brutal, pessoas que entregaram um homem á morte porque pregava o amor invés da religião ou porque tinham medo de perder seu poder por salvá-lo. Foi quem traiu, quem negou, quem o ajudou a carregar a sua cruz e quem morreu pregado ao seu lado. Essa caminhada foi exaustiva, e acho que foi justamente essa exaustão que nos fez refletir cada vez mais e nos colocarmos no lugar dessas pessoas, pois quando estamos cansados, com dor, fome, sede, sono é que resta o que tem de mais sincero dentro de nós. Ai que resta o homem que somos. Se Jesus voltasse, talvez eu estivesse dormindo em vez de estar vigiando. Eu vi que não sou diferente de Pedro ou Pilatos ou qualquer outro, porque minha essência humana é fraca, e se eu for salva, é apenas pela misericórdia e amor Dele. Pela paixão que ele sente por mim, mesmo cedendo ao mundo em vez de orar, mesmo trocando a missa pelo trabalho, mesmo eu o negando. É preciso orar, e ter fé que o amor dele é maior que o meu pecado. Para mim foi uma experiência de fé e de gratidão pelo seu amor.

Se tiver interesse em fazer parte do Grupo de Jovens da Paróquia do Portão, entre em contato com a Secretaria Paroquial.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *